«

»

dez 18

Nova diretoria do STQI toma posse em noite solene

DSC_0038 (Small)

Em noite festiva e emocionante, a nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Químicas, Farmacêuticas, Abrasivos, Material Plástico, Tintas e Vernizes de Itamonte e Região da Zona da Mata (MG) – STQI tomou posse na noite de 11 de dezembro de 2017.

A solenidade aconteceu no Educandário da cidade e contou com a participação de trabalhadores, familiares dos diretores, bem como autoridades locais e de Belo Horizonte.

A nova diretoria estará à frente do sindicato durante o mandato que começou em 11 de dezembro de 2017 e se findará em 10 de dezembro de 2021. Vale lembrar que as eleições aconteceram em 22 de maio de 2017.

Presente na solenidade e compondo a Mesa, o vereador Luis Cláudio Costa Fernandes destacou o trabalho do recém-eleito presidente do sindicato, Edson Jeronomio Júnior, quando esteve à frente da Secretaria de Assistência Social de Itamonte. “Sempre se destacou pelo trabalho sério e honesto em prol daqueles que verdadeiramente necessitavam de ajuda”, disse.

“Acredito que a nova diretoria seguirá fazendo um grande trabalho na defesa dos trabalhadores de Itamonte”, concluiu.

Um sindicato marcado pela luta e vitória diante das adversidades

O diretor da Força Sindical de Minas Gerais, Elienai Coelho, compôs a Mesa de Autoridades, representando o presidente da central, Vandeir Messias Alves. Em seu discurso, ele ressaltou as principais conquistas do STQI e falou sobra sua história de lutas e vitórias.

“É com muito orgulho que falo sobre o Sindicato dos Químicos de Itamonte. Lembro-me quando o ex-presidente Henrique Lindolfo nos ligou no Sindicato dos Químicos de BH reclamando que os trabalhadores de Itamonte estavam sofrendo e nada era feito. Então, resolvemos ajudá-lo a criar um novo sindicato na cidade. Desde então, com muito trabalho, importantes conquistas foram feitas”, destacou.

“Não é qualquer sindicato que consegue 72 cláusulas a favor do trabalhador em apenas oito anos, como o STQI fez. Além de conseguir antecipar a data base para novembro, facilitando as negociações para os trabalhadores”, concluiu.

Novos desafios para o Movimento Sindical

O presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Plásticas, Farmacêuticas e de Fertilizantes de Minas Gerais – FEMQUIFERT, Carlos Luis Cassiano, também compôs a Mesa e discursou sobre os novos desafios para o Movimento Sindical do Brasil.

Para o sindicalista, no passado, o Movimento Sindical brasileiro e internacional foi de muita luta, mas ele acabou se acomodando. Contudo, com as recentes reformas impostas pelo governo brasileiro, será preciso que os sindicatos deixem de fazer um sindicalismo de sobrevivência e retornem a fazer aquele antigo sindicalismo de resistência.

“É preciso conscientizar os trabalhadores sobre a luta de classe, como dizia há anos atrás o filósofo Karl Marx. Estamos vendo a reforma trabalhista e previdenciária serem aprovadas e acabar com a vida dos trabalhadores. Precisamos entrar em ação e nosso papel é o de angariar e ampliar os direitos, impedindo que a reforma se aplique ou se aplique de maneira globalizada”, explicou.

Agradecimentos e promessas

Já empossado, o novo presidente do STQI, Edson Jeronimo Júnior, agradeceu a presença e apoio de todos, em especial de sua diretoria, familiares, trabalhadores e autoridades. “Somos um pequeno sindicato se comparado às grandes entidades das cidades brasileiras e mesmo assim somos grandes em conquistas e prestigiados”, ressaltou.

Ele destacou o papel importante do sindicato e agradeceu a diretoria pelo trabalho em conjunto, em prol dos trabalhadores da categoria. “Todos nós temos conduzido o sindicato com muita vontade de criar uma representação forte para nossos trabalhadores”, disse.

Ao falar sobre o futuro, o novo presidente do STQI refletiu sobre a missão que tem, juntamente com toda a nova diretoria do sindicato. “Nossa missão é representar os trabalhadores em um momento difícil em que o governo e os patrões só pensam no lucro para poucos”, revelou.

Por fim ele se mostrou positivo, apesar de todos os problemas vividos pelos sindicatos em geral. “O movimento sindical pode ter apanhado, mas não está morto. Não vamos nos calar em mostrar para o povo quem está contra os trabalhadores”, frisou.

Homenagens

Várias pessoas fizeram e fazem parte do STQI, ainda que não sejam diretores ou trabalhadores. São familiares e funcionários que não medem esforços em contribuir para o bem comum da entidade. Por isso, o responsável pela homologação do sindicato, Fabrício Ramos, foi homenageado.

O ex-presidente do sindicato, Henrique Lindolfo de Carvalho Neto, atual secretário nesta nova diretoria, homenageou sua esposa, com flores. E todos os sindicalistas presentes mencionaram a importância da família na luta diária em prol do movimento sindical e da defesa dos direitos dos trabalhadores.

Ao final do evento, o presidente da FEMQUIFERT, Carlos Luis Cassiano, presenteou os diretores com singelas lembrancinhas. E todos os presentes confraternizaram em um animado coquetel.

Nova Diretoria Empossada:
Presidente: Edson Jeronimo Júnior
Vice-presidente: Felipe Maciel da Silva
Tesoureiro: Leandro de Souza Colombro
Secretário: Henrique Lindolfo de Carvalho Neto
Conselho Fiscal:
- Diana Felício Rodrigues
– Rodrigo Arruda Leite
– Paulo Cesar de Freitas